Quebrando padrões

Há alguns séculos atrás os padrões de beleza eram bem diferentes dos de hoje. Já existiu a “moda” dos quilinhos a mais, dos penteados gigantescos, do corpo masculinizado, da extrema magreza, do bumbum e seios fartos, etc. Somando todas as mudanças da moda em cada estação, os padrões de beleza mudam automaticamente. E é com base nesses ideais propostos mela mídia e pela moda que nós, simples mortais, corremos atrás de tudo o que é possível para chegar bem perto (nem que for só um pouquinho) dessa perfeição toda.

 O triste é que nos damos conta desse erro pouquíssimas vezes. Não enxergamos que o bonito e incrível da vida é que a humanidade é sortida e são essas diferenças que nos fazem ser únicos.

Cheguei a essa conclusão logo após acabar minha especialização em consultoria de imagem e estilo pessoal. E fiquei com uma mega vontade de  falar sobre isso aqui no blog dia desses, depois de descobrir o projeto da fotógrafa e maquiadora Robin Black, que sempre viveu uma batalha de amor x ódio com a beleza. Hoje, ela mantêm um site super interessante, o Beauty is Boring, onde divide suas criações e publica imagens de mulheres produzidas de forma a quebrarem os padrões de beleza atuais. Vale a pena a visita!

A conclusão disso tudo? Simples: Não existe padrão de beleza ideal. Todas as formas de beleza existentes são possíveis e super bem vindas se usadas a nosso favor!  #ficaadica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *